[Adenda, em 25.01.11, às 13:50 h]
Após reconhecimento expresso da autora do teste (ver nos comentários a este “post”), confirma-se não apenas o teor como o facto de o mesmo ter efectivamente sido distribuído a alunos portugueses do 5º Ano.

Por conseguinte, o texto original deste “post” passa a “strike” (cortado) na sua maior parte, para que se compreenda como este episódio evoluiu. E como não ficará por aqui mesmo, certamente…

Alguém, por obséquio, por militância, por desplante, por desfastio, por caridade que seja, poderia confirmar ou desmentir isto? Já se começou a ensinar “brasileiro” às nossas crianças? Será possível?

Não, não. Pode lá ser. Isto é falso. Só pode.

será isto verdade?

impossível

(recebido por email, de um cidadão (ver nota) indignado, no caso o irmão da aluna que teve de preencher o “teste”)

Nota: este documento é de tal forma extraordinário que precisa mesmo de confirmação. Agradece-se a outros pais (ou aos próprios alunos) que tenham exemplares iguais ou semelhantes façam o favor de no-los enviar para o endereço Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF