ACORDO ORTOGRÁFICO – UM MAU PASSO.

Por que não aceitar que o Acordo ortográfico foi um passo em falso? Estas coisas acontecem! Vamos com calma e com tempo. Preciso é resolver. Não é necessário crucificar ninguém, nem gritar, nem apostrofar. Correu mal, há que enfrentar a situação, as responsabilidades ficam para depois. Não há vencedores nem vencidos. Apenas coisas mal pensadas. Acontece aos melhores. Para mais, temos estes confusos anos de experiência. Não resultou, nem cá, nem lá, nem em nenhuma parte do mundo. As aberrações e o ridículo saltam à vista. O A.O. não aproximou Portugal e Brasil, não facilitou o intercâmbio cultural, o interesse literário, nada! Há que repensar, com tranquilidade. Vamos suspender e considerar uma moratória? Que diabo, estamos a falar de uma língua que vem do Latim… Também o Brasil não nasceu esta manhã. Mais quinze, menos quinze anos…
Não há vento para esta vela. A imagem é de Hendrick Gerritsz Pot (séc XVII)

mariodecarvalhoHGPot

[Transcrição integral de “post” (público) do escritor Mário de Carvalho publicado pelo próprio na sua página do Facebook em 11.06.13.]

[Imagem copiada do “post” original.]