Braid_1Este artigo não é só para “gamers”. Mas eles, mais do que ninguém, reconhecem este cenário: ao abrir pela primeira vez um jogo no computador ou numa consola, o jogo pergunta-nos em que Língua queremos jogar. Quando só existem duas ou três opções o jogo limita-se geralmente ao Inglês, Francês e Espanhol. Mas se tivermos cinco ou seis alternativas, é possível que o Português seja uma delas. Excelente? Nem por isso. Na grande maioria dos casos, “Português” corresponde a “Português do Brasil”. A Sony/Playstation é a pior neste capítulo. Tudo vem em “brasileiro” e não me refiro apenas à ortografia. Sintaxe, vocabulário, tudo é Português do Brasil.

Para quê fazer duas traduções? Agora até há um acordo ortográfico e tudo!

É por isso que não posso deixar de enaltecer aqui a opção da Hothead Games, criadores de Braid.

Braid é um jogo de plataformas aclamado por várias revistas da especialidade. “Editor’s Choice” na App Store, Braid é um jogo de puzzles imaginativos num cenário deslumbrante. Mas a maior surpresa vem com a sua instalação — o jogo está disponível em Inglês, Alemão, Espanhol, Italiano e Português (e três línguas orientais cujos caracteres não consigo identificar). Escolho “Português” como opção, imaginando que, mais uma vez, teria de voltar atrás e passar para Inglês.

Então não é que “Português” é, muito simplesmente… Português? Português Europeu, sem Acordo Ortográfico.Braid_2

Infelizmente, não tenhamos ilusões. Esta é, claramente, uma situação de excepção. A situação já era dramática antes do AO90 e, se não revogarmos rapidamente este “acordo”, jogos como “Braid” vão ser cada vez mais raros.

P.S.: não, não me parece que haja uma palavra portuguesa para “gamer”.

Rui Valente