[novo prazo de entrega (final): 25 de Abril]

manuscrito


Terminou no passado dia 31 de Dezembro de 2010 o prazo para a recepção de subscrições da nossa ILC.

É verdade que, infelizmente, não atingimos as 35.000 assinaturas necessárias para apresentar no Parlamento o Projecto de Lei de suspensão da entrada em vigor do “acordo ortográfico”.

Mas é verdade também que muita gente ainda não desistiu, apesar de tudo; continuamos a receber não apenas assinaturas individuais como listas de recolha e, o que é mais importante e significativo, sucedem-se os apelos para que a iniciativa continue.

Pois bem, há que decidir.

Ainda valerá a pena continuar? Ainda poderemos ter sucesso? Seremos ainda capazes de travar o passo ao monstro “ortográfico”?

Respondamos então de forma clara e decidida: respectivamente, sim, sim e sim!

Ou, vendo a questão de outra forma, por exclusão de partes.

Existe alguma alternativa para acabar com aquele horror além da Iniciativa Legislativa de Cidadãos? Não, não há.

Podemos renunciar agora à luta quando tanta gente continua ainda a lutar, recusando o AO90, contestando a sua criminosa e traiçoeira entrada em vigor, escrevendo contra ele, publicando textos e estudos que denunciam o seu carácter desconchavado, inútil, desnecessário e, em suma, absurdo?

Pois não, não mesmo, é claro que não podemos renunciar à luta.

Podemos desiludir as expectativas, a esperança e a confiança de tantas voluntárias e voluntários que tão corajosamente continuam a denunciar e a combater este crime de lesa-cultura, recolhendo assinaturas e divulgando a iniciativa?

Não, não podemos, evidentemente, desiludir essa gente valorosa que é a nossa, que somos nós. Temos de continuar, dê lá por onde der e custe o que custar.

Ao fim e ao cabo, nós somos como aqueles activistas que se acorrentam voluntária e decididamente a um sobreiro milenar marcado para abate. E o nosso sobreiro milenar, aquele que alguns pretendem abater gratuita e miseravelmente, é nada mais nada menos do que a nossa língua-mãe, o Português, esse ser vivo antiquíssimo, com o seu tronco gigantesco, de casca rugosa e cheia de antigas e veneráveis cicatrizes; não permitiremos nem que o serrem pela base, separando-o da raiz como quem separa um corpo da sua cabeça, nem que lhe decepem os oito braços grandes, enormes, tão imponentes como os oito países que representam.

Aqui estamos e ficaremos, portanto, inamovíveis e determinados, lutando até ao limite das nossas forças por aquilo que é de todos e de que apenas uns poucos pretendem abrir mão.

Em suma, quer isto dizer que o prazo para recepção das subscrições da ILC contra o AO90 prolonga-se até ao próximo dia 25 de Abril. Se, quando chegados a essa data simbólica, realmente tivermos de concluir que mesmo assim não foi suficiente o empenho e a dedicação de tantos Portugueses a uma causa de todos eles, então poderemos nós outros ficar de consciência tranquila: fez-se tudo aquilo que era humanamente possível.

Veremos, então.

Para já, hoje por amanhã, o sobreiro vive e continua a sua luta para seguir vivendo.

[novo prazo de entrega (final): 25 de Abril]