João Ricardo Rosa é natural de Faro e estudante de Engenharia Informática na Universidade do Algarve.

Não esconde o facto de, no geral, não gostar de ler livros. Dito isto, quando lê seja o que for, onde quer que seja, quer que esteja bem escrito, tendo já chegado a admitir-se como mais um Grammar Nazi. Estando farto e enojado de ser forçado a ler sites com conteúdo em “acordês”, decidiu procurar por formas de alterar o conteúdo visualizado. Conseguiu encontrar uma solução aplicável no browser Firefox e decidiu criar e gerir o site Firefox contra o Acordo Ortográfico, onde explica como é possível colocar o Firefox a apresentar sites com conteúdo pós-AO90 em pré-AO90.

«Subscrevi a ILC logo que me falaram dela e de seguida pus-me a recolher assinaturas que ia enviando por intermédio dessa mesma pessoa, que também as recolhia. O único sítio onde me era possível recolher efectivamente as assinaturas era dentro do próprio campus universitário, mas eventualmente deixou de me ser possível continuar a fazê-lo. Mas isso é o menos. O que mais me assusta é a ignorância passiva da sociedade e os discursos falsos que lhe apresentam, qual lavagem cerebral. Incontável o número de pessoas com quem me cruzo que se limitam a ignorar o dito cujo quando se deparam com ele, não fazendo nada quanto a isso, mesmo que sejam contra. Nem sequer sabem da ILC e que podem ajudar a pôr um ponto final nisto tudo.

Estou farto de comentários que apenas dizem “Não ao AO!”, “O AO é um atentado à língua!” e “Não vou escrever segundo o AO. Vou escrever como aprendi!”. Ok, já percebemos, ninguém quer o AO, essa questão já está mais que respondida e deslavada, não precisamos de novas respostas repetidas. A próxima questão (que é ainda mais importante) é “E o que é que já fez para o travar?”. As próximas gerações não vão deixar de aprender a escrever com o AO só porque nós não queremos mudar a maneira como escrevemos. O Português não vai deixar de ser destruído e abastardado se não nos movermos e insurgirmos contra tal desastre. Cabe-nos a nós todos lutar e exigir que sejamos ouvidos. Estou certo que quando foram às urnas ninguém votou para esta calamidade.»
João Ricardo Rosa

Subscreveu a Iniciativa Legislativa de Cidadãos pela revogação da entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990. É o autor do “site” Firefox contra o Acordo Ortográfico, uma excelente e prática ideia que permite navegar à vontade na Internet corrigindo automaticamente para Português-padrão as páginas contaminadas pelo “acordês”.

Este é mais um perfil publicado na “galeria” de subscritores, activistas e apoiantes da nossa ILC.

Nota: esta publicação foi autorizada pelo subscritor, que redigiu e nos enviou, expressamente para o efeito, a respectiva nota biográfica, a sua fotografia e o texto de apoio.