Paulo Costa

Paulo Costa, 43 anos, vive e trabalha em Lisboa. Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, dedica-se à escrita e vai publicando trabalhos, em especial sobre “história urbana”, num blog em que usa não o seu próprio nome mas um “nick” já muito conhecido (e reconhecido) na “blogosfera”.

Tem uma particularidade se calhar única nos tempos que vão correndo: faz questão de escrever cartas com uma verdadeira caneta de aparo, cursando com arte a sua extraordinária caligrafia.

Inimigo declarado do “acordo ortográfico”, sobre o qual escreve com indisfarçável e assumido desprezo, costuma usar uma espécie de lema, à laia de resumo: «gente sem alma que liquida pátrias a preços de saldo haverá sempre de vender o idioma. E mais cedo ou mais tarde, claro, o povo.»

Subscreveu a Iniciativa Legislativa de Cidadãos pela revogação da entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990.

Nota: esta publicação foi autorizada pelo/a subscritor/a.