O senhor ministro da Educação, Fernando Haddad, autorizou que se distribuísse para mais de quatro mil escolas do ensino fundamental e médio um livro que defende erros na Língua Portuguesa. Assim, o Brasil chega ao máximo de sua mediocridade. Somos um país que tem Ministério da Educação que ensina ignorância. Cabe aquela velha pergunta que nos pertence: “Afinal, que país é este?”. Temos um ministro da Educação que defende a deseducação. O ministro da Educação, para completar sua obra, deveria promover uma queima nacional de livros de grandes autores da Língua Portuguesa. E deveria fazer um grande discurso enaltecendo a mediocridade do país. O jornalista e poeta Álvaro Alves de Faria comenta.

«Livro usado pelo MEC ensina aluno a falar errado» (IG, Brasil)

[Transcrição integral de “post” do “blog” Jovem Pan online (Brasil) de 18.05.11.]

[Via comentário no “blog” Bic Laranja.]